top of page
  • Writer's pictureAna Paula Natalini

Já ouviu falar sobre a Síndrome da Raiva?

Se você acha que sofrer com episódios de raiva é pura "irritaçãozinha", está na hora de mudar seus conceitos. Esta síndrome já é diagnosticada e aceita no âmbito médico, com o CID F63.8 (Outros transtornos dos hábitos e dos impulsos).


Já ouviu falar sobre a Síndrome da Raiva?

A Síndrome de Hulk, também conhecida como Transtorno Explosivo Intermitente (TEI), é uma condição psiquiátrica caracterizada por episódios de explosões de raiva incontroláveis e desproporcionais em relação às situações.

As pessoas que sofrem com TEI podem apresentar comportamentos agressivos, impulsivos e explosivos, e isso pode trazer prejuízos significativos na vida pessoal, afetiva, social e profissional.


Ainda que seus sintomas possam ser parecidos com a birra infantil, é importante ressaltar que o TEI é uma condição séria de origem psicológica e/ou neurológica.

Este transtorno afeta cerca de 3% da população e pode ser causado por uma combinação de fatores psicológicos, biológicos e ambientais.


As causas específicas que levam ao desenvolvimento do TEI ainda não são completamente conhecidas, mas estudos indicam que fatores genéticos, história de abuso ou negligência na infância, pressão alta, transtornos do humor e de ansiedade podem ser alguns dos gatilhos para a manifestação desta síndrome.


Além disso, outras causas podem estar ligadas à desequilíbrios neuroquímicos, como o déficit de serotonina e dopamina, importantes neurotransmissores que atuam no controle de emoções e modulação da agressividade.

Já ouviu falar sobre a Síndrome da Raiva?

Os sintomas característicos desta síndrome são a impulsividade, a agressividade, a irritabilidade, o comportamento impulsivo, as explosões de raiva desproporcionais, a sensação de perda de controle, a vergonha e a culpa após os episódios de raiva. Esses episódios podem ser tão graves que podem prejudicar relacionamentos pessoais, carreira, e deixar a pessoa com um sentimento de vergonha, depressão e isolamento social.


O tratamento padrão para Síndrome de Hulk, quando diagnosticado corretamente, é uma combinação de medicamentos psiquiátricos e psicoterapia.


Muitas vezes os pacientes também são recomendados para realizar mudanças no estilo de vida, como exercícios físicos, meditação e redução do stress.


Entretanto, está surgindo um interesse cada vez maior em terapias alternativas, incluindo a Metodologia Humanoterapeuta, uma abordagem terapêutica que tem como objetivo tratar desequilíbrios mentais, espirituais, energéticos e emocionais de uma forma mais suave.


O Humanoterapeuta é uma forma efetiva e não-invasiva de tratar não apenas a Síndrome de Hulk, mas uma ampla gama de problemas emocionais e de saúde em geral.


É uma terapia integrativa que se concentra no paciente como um todo, tratando não apenas os sintomas, mas sim seus aspectos em nível físico, emocional, espiritual e energético.


A técnica do Humanoterapeuta é baseada em trabalhar com processos conscientes e inconscientes do indivíduo, que estão muitas vezes na raiz de experiências traumáticas, crenças limitantes e padrões mentais disfuncionais.


Quando trabalhados, esses processos podem levar a resultados efetivos e duradouros na redução de episódios de raiva explosiva.


A Metodologia Humanoterapeuta consiste na utilização de 6 técnicas sequenciais, as quais são realizadas sem o uso de medicamentos e, pelo fato de trabalhar diretamente com todos os campos sutis do paciente, essa Metodologia pode ser considerada uma das terapias mais eficazes para tratar a Síndrome de Hulk.


Em conclusão, a Síndrome de Hulk ou TEI é uma condição que traz graves consequências para a vida do paciente. Embora as causas exatas ainda não sejam conhecidas, é possível tratar essa condição com uma abordagem terapêutica holística como o Humanoterapeuta.


A Metodologia ajuda a identificar as causas mais profundas do TEI e a tratar a condição de forma mais abrangente, ajudando no alívio dos sintomas e na construção de um eu mais equilibrado e consciente.

Já ouviu falar sobre a Síndrome da Raiva?

Você está cansado de medicamentos sem resultados efetivos no tratamento da TEI, ou já sofreu prejuízo profissional e social por causa da Síndrome de Hulk?


Não deixe isso acontecer novamente! Conheça já a Metodologia Humanoterapeuta!



Decidindo, entre em contato no botão abaixo. Eu posso te ajudar!


Com amor e respeito,

Ana Paula Natalini.



bottom of page